Quatro coisas que aprendi com o Miguel

Sorriso – Não importa quão difícil tenha sido o meu dia. No instante em que cruzar o portão o Miguel sorrirá para mim, virá engatinhando numa velocidade admirável e estenderá os braços para cima pedindo colo. E, como num passe de mágica todo o meu estresse se dissolverá naquele sorriso.

A madrugada – Vez ou outra o choro do Miguel me acorda na madrugada. Levanto meio cambaleando e num ato heroico salvo aquele que já se apoiava no berço e me esperava com olhos marejados. Para minha sorte, ele só estava com fome. Logo depois de tomar o leite o pequeno adormece no meu ombro. Então, nesse instante percebo que dormi é ótimo, mas acordar na madrugada as vezes vale muito a pena.

mi

Pontualidade –  O despertador dormiu de mal comigo. Por pura pirraça não me acordou as 6h. Acordei meia hora depois do horário habitual. Me arrumei na velocidade da luz e sai correndo. Mas antes mesmo de chegar no portão de casa um chorinho manhoso me faz voltar. O Miguel estava acordando. Então, decido me atrasar mais cinco minutinhos espero que minha chefe entenda.

Seriedade – Calça social preta, scarpin e uma camiseta risca de giz. Pose de intelectual bem sucedida que está pronta para falar sobre a crise hídrica em São Paulo. Esqueça tudo, quando se tem uma criança em casa, voltamos sem perceber à infância. Certamente você fará “besourinho” no meio da rua e caretas abobalhadas sem se dar conta de que está desfazendo a armadura de seriedade que vem vestindo há algum tempo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s