Sobre a minha melhor chefe

Eu tinha dezessete. Ela não se importou.
Eu era inexperiente. Ela me deu um voto de confiança.
Eu tinha medo. Ela me incentivou e disse que eu tinha potencial.
Eu errei algumas vezes. Ela puxou minha orelha e disse para eu prestar mais atenção.
Eu quis largar o barco. Ela me ajudou a remar e tudo ficou bem.
As vezes ela acordava virada. Eu tremia. Sacomé né? Escorpiana de mau humor é uma coisa de louco.

Foram cinco anos. Cinco anos de experiências incríveis e se eu tivesse que resumir em uma palavra seria GRATIDÃO! Porque é isso que meu coração grita quando penso nela. Gratidão pelos conselhos, pelas risadas, por ter acreditado na menina de franjão que mal conseguia  olhar nos olhos e tropeçava nas palavras

Outro dia, durante uma atividade que não estou acostumada a fazer, ela disse que sentia um puta orgulho de mim. Orgulho pela postura, pela desenvoltura, pelo profissionalismo. Aaah, nunca disse isso, mas sou o reflexo dela. Ela é o exemplo que sigo sem titubear. E eu? Eu sou uma pessoa de sorte por ter tido ela como chefe.

Esse texto é para você, Mara. Para agradecer por cada dia de aprendizado. Para dizer que a metamorfose que a Rani é hoje, tem dedo seu. Esse texto é para deixar registrado que o porre da semana será dedicado à você. Sobretudo, é para dizer que parte o meu coração te ver ir. Dói, dói de verdade. Mas, a gente se esbarra por aí, pessoas como você o destino se encarrega de manter sempre por perto.

Obrigada! A gente se Vê.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s