Afinal, o que realmente broxa?

Ligações inoportunas, meia na canela, choro de neném? Esqueça! O que acaba com o tesão é a grosseria. A resposta ríspida dita em momento de impulsividade, broxa mais que balde gelado em momentos íntimos. Todo mundo tem o direito de perder o controle vez ou outra. A explosão não é o problema, o que preocupa mesmo, são os estilhaços – eles podem atingir alguém e causar feridas irreversíveis. A cicatriz não some com um pedido singelo de desculpa. Ela fica lá, torturando o agredido.

No segundo lugar do ranking das broxadas vem a falta de humildade. Relacionamento é uma via de mão dupla. Quando você se sente mais, automaticamente menospreza o outro. Isso é feio. Não dá samba. Nem bolero. Nem bossa nova. A única coisa que sai disso é aborrecimento.

A minha visão de menininha de vinte e poucos anos que não entende nada da vida me faz acreditar que qualquer relacionamento só se tornará sólido com os seguintes pilares: cuidado, admiração e empatia. Cuido porque o estado emocional de quem gosto é tão importante quanto meu.  A admiração me faz observar os detalhes e achar aquilo incrível. Me faz olhar para o ser amado e pensar “Poxa, sou uma menina de sorte, tenho a melhor pessoa ao meu lado”. Faz com que me apaixone todos os dias pela mesma pessoa. E por fim, vem a empatia. Ela me faz sentir a dor do outro. Não dou um tapa porque sei o quão doerá nele. Não cuspo asneira porque sei que uma frase mal colocada agride mais que um soco no nariz. Qualquer relacionamento que fuja disso merece um olhar minucioso.

Não tem jeito. Quando a gente gosta, engole sapo. Soca o travesseiro. Rasga foto. Direciona a raiva para qualquer objeto inanimado só para não correr o risco de mudar o humor do outro. A gente respira, conta até mil em mandarim. Faz sacrifício para não magoar. Qualquer atitude diferente disso deve ser analisada. Tem algo errado quando agrido quem está ao meu lado. Esse é o momento de se indagar “É gostar mesmo?“ Tenho absoluta certeza que a resposta te fará tomar alguma atitude. Ou apertará o Start ou o Stop. Bom jogo!

Anúncios

Um comentário sobre “Afinal, o que realmente broxa?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s