Amor inventado

Nos dias frios, costumo enrolar à beça para  levantar da cama. Ajeito o travesseiro, me estico, apanho a metade do edredom que aquece o chão, e penso. Penso em quão esdrúxula é a minha vida amorosa. Penso na complexidade da união das escovas de dente. Penso no novo álbum do Lenine. E, penso em você. Mas antes que balões em formato de coração  e musiquinhas comecem a se firmar na minha mente, levanto e vou lavar o rosto. Enquanto olho no espelho e faço minhas caretas matinais, você volta. De repente, as caretas são substituídas por um sorrisinho maroto – meio torto, meio abobalhado.  Para que não haja danos subsequentes construo  uma   barreira maior que a Muralha da China entre eu e você – que é para separar  qualquer possibilidade do nós. Você de um lado, eu do outro. Só para garantir que os limites imposto por Platão sejam respeitados.

Até o Seu Zé da quitanda sabe que me apaixono com a mesma facilidade que o Neymar faz gol em  seus adversários. Mas dessa vez, a culpa não é da minha Vênus em touro nem dos filmes de comédia romântica que assisto e que afloram o meu lado mimizento. A culpa é desse seu sorriso endiabrado que casa direitinho com as suas covinhas. É desse seu olhar cor de mel que põe meu coração para sambar.

Na minha cabeça, você é o melhor partido da cidade. Deve ser por isso que não quebro o vidro que separa os nossos mundos – é para te gostar de longe e na segurança do imaginário – porque tem amor que foi feito para nascer e morrer na mente do seu criador. Feito para colorir o cotidiano caótico. Feito para aliviar a aflição de quem quer o inatingível. O impossível. Feito para quem quer você.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s