Votos sinceros de casamento

Os votos dos noivos é a parte que mais gosto numa cerimonia de casamento. É a hora em que o sentimentos transbordam e, diante de dezenas de pessoas, se promete fidelidade eterna – ” na saudade e na doença. Na riqueza e na pobreza, até que a morte nos separe.” Mas e se, as promessas feitas no altar , fossem mais próximas da realidade de um  casal, como seriam as juras? Na minha concepção assim:

– Eu Marcos Antônio, prometo não perder a cabeça quando você estiver de TPM. Vou contar até mil em mandarim, socar a parede, tomar banho gelado, mas não vou discutir com você nos dias que antecedem a vermelhidão que te rouba o bom humor. Prometo reparar no seu cabelo, mesmo que você tenha cortado apenas as pontinhas. Prometo bloquear a Claudinha – que você não suporta nem vestida de madre. Não largarei a toalha molhada na cama nem deixarei minhas cuecas jogadas pela casa. Prometo ser um maridão bacana – aquele que suas amigas morrem de inveja. Por fim, prometo ser o cara que o Roberto Carlos menciona na música. Mentira! Isso é exigir de mais de um pobre mortal.  Prometo ser seu cobertor todas as noites –  até que uma briga desnecessária me faça dormir no sofá.wedding-322034_1920

– Eu, Beatriz de Almeida, prometo te amar nos dias em que o Corinthians perder – não vou tirar sarro da sua cara nem enaltecer meu tricolor maravilhoso. Comprarei sapatos na velocidades da luz – você não precisará me esperar três horas na loja, enquanto decido se levo a sapatilha com ou sem lacinho. Prometo não pendurar calcinhas no box. Vou recolher todos os fios de cabelo que cairão na pia do nosso banheiro. Não vou discutir a relação nas quartas nem nos domingos. Não vou atrapalhar sua batalha alucinante noXbox 360, nem querer te matar nas quintas de pelada com o Marcão. Prometo que vou parar de reclamar da sua mãe. Serei  a esposinha que você sempre quis e te cuidarei melhor que a sua mãe. Rá! ié, ié! Pegadinha do malandro – ser a versão da D. Maria que você transa é demais,  amor. Prometo ser seu porto seguro até a página dois – até que uma treta boba, me obrigue a te expulsar da cama. Amém!

O noivo pode beijar a noiva!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s