Eu queria ter te protegido aquela noite

Disseram no bar

Hoje faz doze anos! Já se passou mais de uma década e eu ainda lembro. Cheiro de pinga barata, barulho de móveis quebrando, gritos e choro. Choro que ecoa dentro de mim até hoje.

Nesse dia pedi que ela dormisse comigo. Ela, que nunca soube negar um pedido meu quando feito com olhos de medo, acatou e dormiu do lado direito da cama – sempre deixa o lado da parede para mim, diz que me mexo muito enquanto durmo e dessa forma, ela me protegia de uma queda repentina.

Onze e trinta da noite – uma pancada na porta me faz acordar com o coração acelerado, sem folego. Ele tinha chegado. Ela olhou para mim sorrindo e disse que estava tudo bem, mas eu sabia que não estava. Bastou apenas cinco minutos para que aquele monstro, bufando e com olhos vermelhos invadisse meu quarto. Ele a segurou pelo cabelo e…

Ver o post original 300 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s