O amor épico também chega ao fim

Disseram no bar

Nos conhecemos por acaso, destino ou pegadinha do universo. Eu era calmaria antes de encontrar aqueles olhos perdidos na multidão – e que olhos! Meu cérebro entrou em curto, meu coração acelerado gritava enlouquecido ” Parabéns! Você o encontrou, seu par está diante dos seus olhos – avance duas casas no jogo do felizes para sempre”. Fui me apaixonando do mesmo jeito que me embriago. Devagar e na falsa ilusão de que estava tudo sob controle.

Foi um desses amores que roubam até o último fio de querer da gente, sabe?
Desses que nos pega com a guarda baixa e nos leva a nocaute. Um amor como esse que você assiste nas comédias românticas. Éramos nós e nossos planos carregados de ternura e sonhos mirabolantes. Eu queria três filhos, um cachorro chamado paçoca, uma moto maneira para as tardes de outono e uma casa no interior para aliviar a rotina…

Ver o post original 133 mais palavras

Anúncios

2 comentários sobre “O amor épico também chega ao fim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s