SER PAR É SER FELIZ EM DOBRO!

O amor da minha vida, não tem pose de galã da novela das oito, tampouco, topete de Johnny Bravo. Ele não tem um sorriso Colgate total doze, nem nunca leu um texto do meu escritor favorito.
O cara que larga a toalha molhada em cima da minha cama, não tem tanquinho, mas no peito, carrega um coração maior que o músculos do Vin Diesel.

O cara que bebe cerveja no mesmo copo que eu, não tem cavalo-branco, nem veste uma capa-azul-bebê-cafona. Ele usa bermuda, regata e chinelo aos domingos.

O cara que entrelaça a perna na minha na tentativa de aquecer seus pés gelados, é o mesmo moço que segura meu cabelo enquanto ponho para fora, o meio litro de vodca que bebi no churrasco da Carol. É o menino que chora no meu ombro, as dores, os medos e as frustrações da segunda-feira. É o fofo que me chama de linda, mesmo quando estou dormindo com a boca aberta.

O amor da minha vida, raramente percebe que cortei dois dedos do meu cabelo, mas quando reclamo de cólica, passa na farmácia e compra um absorvente com abas e meu remédio para enxaqueca.

O amor da minha vida, me manda mensagens idiotas no WhatsApp. Me marca em evento de Jazz no Facebook. Me leva ao churras do Digão e me apresenta como a primeira dama.

O amor da minha vida é um cara de carne, osso, gordurinha localizada e cheio defeito. O amor da minha vida é aquele moço que se perde no meu abraço todas as noites como
se fosse a primeira vez.

Sabe o que difere o amor da minha vida, dos outros caras? É a forma como ele me olha – em dias de festa e em dias de nariz entupido. Há grandes possibilidades de eu ter encontrado meu par – isso enche meu coração de felicidade. Se você quiser um conselho de alguém que anda suspirando e assoviando Nando Reis pelas ruas de São Paulo, deixo ele aqui: encontre seu par!

Encontre alguém para dividir o lanche que você não aguenta comer só. Alguém que te apresente um novo seriado, um novo restaurante, um novo bar, uma nova cama. Vai lá, e aprende que o
mundo é melhor a dois e que todo orgulho se dissolve em lençóis e beijos quentes.

Encontre um cara que te faça enxergar estrelas nas luzes dos prédios. Uma menina que encoste o rosto no seu, só para sentir sua respiração. Um barbudo que te olhe fixamente nos olhos e te deixe sem graça. Uma mulher que não corte suas asas, nem que esfregue na sua cara que o mundo real é melhor que o seu inventado – alguém que pegue carona nas suas utopias e ache isso a coisa mais incrível do mundo.

Encontre alguém para expor sua individualidade. Alguém que ame The Smiths, mas que se preocupe em fazer uma playlist do Tim Maia porque sabe que você o adora. Alguém que te abrace em dias tristes e que respeite o seu espaço quando você decidir ficar só.
Preste atenção nos detalhes.

O segredo da conquista diária, não está no buquê incrível
de rosas vermelhas, está no que você fez sem que ele precisasse deixar explícito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s